Rede privada, autenticação por certificado e firewall protegem dados críticos em empresa de energia

Em entrevista para o Socialsec, engenheiro conta como utiliza protocolos de segurança para evitar vazamento de dados em soluções para gestão energética baseadas em cloud

Diego Cavalcante, é defensor da energia limpa e do uso racional da eletricidade. “Otimizar o consumo da energia evita utilizar a força gerada pelas termoelétricas e outras matrizes poluentes, e ajuda a poupar as fontes limpas, como as hidrelétricas”, diz ele, que é engenheiro ambiental e diretor do Grupo Luminae.

Com a missão desenvolver soluções conectadas, que ajudem os usuários a se tornarem mais sustentáveis com o uso racional dos recursos naturais, ele nos conta que ferramentas de segurança utiliza para proteger dados. Relata que, hoje, as plataformas de gestão energética são baseadas em Inteligência Artificial e IoT, e contam com sensores conectados transmitindo informações em tempo real.

No Brasil, grandes empresas já utilizam sistemas inteligentes capazes de controlar dispositivos remotamente. Eles identificam, por exemplo, que o fluxo de pessoas em uma loja diminui e decidem se é hora de reduzir a iluminação, aumentar a temperatura do ar condicionado, ou notificar o funcionamento anormal de algum equipamento ou instalação.

Criptografía de dados e API protegida

“Na área de segurança, usamos uma rede privada para conectar os sensores com a nuvem, criando um “túnel” fechado de navegação. Além disso, as conexões são autenticadas por certificado e nossos aplicativos executam autenticações de API em nuvem, o que garante uma barreira de entrada somente pela nossa rede”, explica Cavalcante.

O engenheiro acrescenta que os dados são criptografados e as aplicações, geradas em containers, passam por verificação constante para detecção de eventuais vulnerabilidades da rede ou dos sistemas operacionais.

Ele crê que a chegada do 5G vai permitir um salto no desenvolvimento tecnológico e na velocidade do processamento e cruzamento de dados. “Essa transformação digital vai impactar na eficiência energética, democratizando o uso de ferramentas que geram economia e apoiam a sustentabilidade. Nesse cenário fa segurança ganha importância e precisa ser reforçada constantemente.”

O executivo complementa que utiliza em suas soluções um servidor em cluster protegido por firewalls totalmente restritos ao ambiente de produção. “Além disso, estamos trabalhando para implantar a autenticação de 2 fatores nos próximos meses”, conclui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *